Financiar imóvel novo ou usado: existe diferença?

Financiar imóvel novo ou usado: existe diferença?

Na hora de realizar o sonho de comprar um apartamento ou uma casa surgem várias dúvidas: onde procurar, qual é o melhor imóvel, quais são os melhores valores e uma dezena de outras questões. Entre elas, uma é bem recorrente: existe diferença entre financiar um imóvel novo ou um usado?

A questão é, de fato, pertinente, já que as condições para cada tipo de financiamento tem suas particularidades — o que vai influenciar na sua decisão. Para entender de vez as diferenças e fechar negócio com mais segurança e controle financeiro, confira as nossas dicas!

Aprovação do financiamento

Para que o financiamento seja aprovado, a empresa financiadora verifica a situação do comprador, do vendedor e do imóvel. É justamente essa avaliação do imóvel que faz toda diferença quando falamos de imóveis novos ou usados.

As condições estruturais do imóvel devem estar adequadas. O financiamento não é liberado caso a estrutura física esteja muito danificada, comprometendo a vida útil do lugar. Quando a equipe de engenheiros da empresa visita o local, é feita uma avaliação para saber se as condições tornam o imóvel apto para o financiamento. Se as condições estruturais estão em ordem, nada impede o processo.

Além da estrutura, a documentação também é avaliada. Todos os documentos do imóvel precisam estar em dia para que o financiamento seja aprovado.

Taxas de juros

As taxas de juros para o financiamento de imóveis novos e usados podem variar conforme a empresa ou o banco financiador. Em muitos casos as taxas são as mesmas, mas ainda assim, é válido simular junto à instituição financiadora as taxas de juros e analisar quais são as menores. Isso porque, antigamente, as taxas de juros praticadas em imóveis usados eram maiores. Hoje as taxas tendem a ser iguais, mas é sempre bom conferir antes e negociar com os gerentes!

Oferta, procura e negociação

Outro ponto que diferencia o financiamento entre imóveis novos e usados está relacionado às ofertas disponíveis e a negociação do valor do imóvel.

Geralmente os imóveis novos são adquiridos diretamente de grandes construtoras e dos feirões que elas realizam. Os valores dos imóveis, nesses casos, seguem uma média padronizada. Além disso, a facilidade de encontrar esse tipo de imóvel é maior, tendo em vista o crescimento da construção civil no país e as opções de imóveis que atendem a diferentes gostos e bolsos.

Já a busca por imóveis usados deve ser mais cuidadosa, e você não encontra várias opções em um mesmo lugar. De toda forma, o processo de negociação pode ser mais minucioso e você consegue pechinchar mais. Para ambos os casos, uma dica é utilizar plataformas digitais que ajudam a encontrar o imóvel perfeito.

Na prática, se o imóvel usado está em boas condições e atende suas necessidades, as diferenças entre um imóvel novo e um usado tendem a não atrapalhar todo o processo.

Independentemente da sua escolha, lembre-se sempre de procurar bem, pesquisar com atenção e negociar da melhor maneira possível, afinal, trata-se da sua residência pelos próximos anos. Sem falar, é claro, que o financiamento é um investimento de longo prazo, que envolve todo um planejamento financeiro. Por isso, toda cautela é necessária para encontrar seu imóvel!

Gostou de saber mais sobre as diferenças de financiamento entre imóvel novo e usado? Então compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais!

Share this